Gestores de frota que precisam controlar o abastecimento de muitos veículos sabem como é importante a qualidade do combustível. Infelizmente, é bastante comum encontrar lugares que adulteram estes produtos. Para que a sua empresa tenha uma rede segura de fornecedores, listamos 8 dicas para te ajudar a encontrar um posto de combustível confiável.

1. Abasteça sempre no mesmo posto de combustível

O ideal é ter uma rede de parceiros e abastecer sempre nos mesmos locais. Desta forma, é possível negociar melhores valores e trabalhar com empresas confiáveis. Isso além de ajudar na economia, também auxilia na hora de identificar irregularidades. Afinal, um combustível adulterado pode gerar problemas no motor e comprometer o funcionamento do veículo.

2. Duvide de preços muito baixos

Os preços do combustível variam de posto para posto, e é natural buscar os mais baratos. Afinal, combustível é o maior gasto mensal que uma empresa que trabalha com transportes tem. Entretanto, se o valor do combustível está muito abaixo do que a média dos demais postos, desconfie. As chances do combustível ser adulterado é bem alta, e logo os primeiros sinais aparecerão.

3. Confira lacres e selo do Inmetro

Anualmente os postos são avaliados e se estiverem de acordo com as normas do Inmetro recebem um selo de verificação. Essa ação na verdade visa dar segurança aos consumidores na hora de identificar os postos de combustíveis confiáveis.

A dica é: sempre verificar se os reservatórios de combustível possuem os lacres eletrônicos. O controle de qualidade é obrigatório para todos os postos de combustíveis confiáveis.

4. Verifique a origem do combustível

Por lei os postos de combustível são obrigados a informar a origem de onde adquire seus produtos. O objetivo é evitar que haja postos mal-intencionados que tentem tirar vantagem de seus consumidores adulterando o combustível.

E, caso isto aconteça, a legislação prevê punições aos que não estiverem de acordo com a lei. Se o local escolhido para abastecer a frota for uma distribuidora exclusiva (bandeira branca), a informação sobre quem forneceu o produto deve estar descrita nas bombas.

5. Peça ao frentista um teste do combustível

Embora esta informação seja desconhecida por muitos consumidores, é possível pedir ao frentista para que teste o combustível antes do abastecimento. Para quem abastece com óleo diesel, a verificação da densidade do combustível é fundamental. Para ter certeza da qualidade do diesel, a massa específica (densidade) não pode ultrapassar 880 kg/m3 ou ser inferior a 820 kg/m3.

Se for abastecer com gasolina, você pode solicitar o teste da proveta. Feita na hora, a análise mostra qual o percentual de etanol contido na gasolina. Para o tipo comum, o máximo de etanol permitido é de 27% e para a premium, 25%.

O etanol também pode ser analisado na hora do abastecimento. Basta solicitar o teste de teor alcoólico. Quando o exame for feito, repare no visor da bomba. Se a cor estiver alaranjada, o álcool não está livre de impurezas e pode ter sido adulterado. O aspecto do etanol precisa ser límpido e imune de sujeiras.

6. Faça o teste de vazão

Outro teste que pode ser solicitado nos postos é o de vazão. Ele serve para você ter certeza de que está levando a quantidade de combustível que pagou. A análise deve ser feita na própria bomba, na sua frente.

Seja moto ou caminhão, a frota da empresa sente rapidamente as consequências de abastecer com combustível batizado.

E mesmo com a manutenção preventiva em dia, alguns problemas podem acontecer:

  • Falhas no funcionamento do motor, como dificuldade para ligar o automóvel e perda de potência;
  • Aumento na emissão de fumaça;
  • Aumento no consumo de combustível;
  • Aumento de ruídos no motor;
  • Instabilidade do motor em marchas lentas.

Em longo prazo, outros agravantes podem acontecer:

  • Travamento de válvulas;
  • Acúmulo de resíduos no motor, podendo até mesmo o fazer fundir;
  • Graves danos e corrosão da bomba de combustível e todo o sistema de injeção;
  • Desgaste precoce dos itens compostos de borracha;
  • Entupimento da bomba de combustível, fazendo o veículo parar de funcionar.

Controle de combustível inteligente e posto de combustível confiável

Para as empresas de transporte, encontrar postos de combustíveis confiáveis e ter assertividade na escolha dos fornecedores é essencial.

O Controle de Combustível do Frota G possibilita um controle eficaz e automatizado do abastecimento da frota. O sistema realiza análise de quantos km por litro cada veículo faz e recebe automaticamente as notas fiscais de abastecimento. Assim como, administra todos os postos de parada, sendo possível determinar se a produtividade caiu ou aumentou.

Saiba como o Controle de Combustível do Frota G pode otimizar o trabalho do gestor de frota na rotina da transportadora, solicite uma demonstração gratuita e sem compromisso clicando aqui.