As estradas brasileiras estão longe de estar entre as melhores do mundo. Infelizmente, isso impacta de forma significativa nos custos operacionais da frota, pois pavimentações ruins são responsáveis diretas por tornar o transporte de produtos muito mais caro.

Os custos mais altos não se limitam às transportadoras. Como gastam mais para percorrer as mesmas distâncias – se comparado a outros países com estradas em melhores condições –, esse gasto extra acaba se refletindo também no preço final dos produtos transportados, sejam eles quais forem.

Como a qualidade de uma rodovia impacta na gestão da sua frota?

Nas rodovias que oferecem boa infraestrutura, o custo com a manutenção dos veículos diminui. Da mesma maneira, essas estradas têm menos acidentes, o que impacta em menos atrasos e maior segurança para os motoristas. Até mesmo valores de seguros das cargas podem ser reduzidos dependendo do trecho que irão percorrer.

1. Aumento de gastos com combustível

Estradas ruins fazem com que os caminhões andem em marcha lenta por mais tempo e não consigam manter uma boa velocidade constante. Essas características são propícias para consumirem mais combustível dos veículos, tornando-os menos eficientes. Portanto, pavimentos mal conservados resultam em um maior consumo médio de combustível.

2. Desgaste dos pneus

Os pneus estão entre os itens que mais sofrem com asfaltos ruins. Buracos, desníveis e outros problemas contribuem para diminuir a vida útil deles. Além disso, pneus descalibrados também estão entre os fatores que mais impactam no consumo de combustível. Em uma viagem longa, as condições da estrada deterioram os pneus, impactando na calibragem e, consequentemente, aumentando o consumo.

3. Depreciação maior do veículo

Veículos que são submetidos a estradas ruins se depreciam com maior rapidez do que aqueles que rodam em condições próximas do ideal. Isso, é claro, impacta em uma série de fatores na transportadora, como seguros, custo de manutenção e valor de desmobilização de frota. O veículo se desvaloriza mais rápido.

4. Maior custo eventual com manutenção

A probabilidade de ocorrerem problemas mecânicos é maior em caminhões que trafegam em estradas ruins. Avarias relacionadas à suspensão, ao eixo e aos freios estão entre os principais problemas. Isso obriga a diminuição dos intervalos de manutenção preventiva, o que encarece os custos de transporte como um todo.

5. Tempo de viagem

Por fim, estradas ruins impactam em viagens mais lentas. Ao levar mais tempo para fazer um mesmo trajeto, um veículo acaba fazendo menos viagens ao longo do mês, o que resulta em um custo operacional mais alto. É por essa razão que em certas regiões do país o frete é tão caro, ainda que a distância percorrida não seja necessariamente maior.

Tomar decisões baseadas em dados é a melhor solução

Quem cuida da gestão de frotas sabe que há inúmeros fatores a serem considerados antes de programar uma viagem. As condições da estrada impactam diretamente em muitos deles e, por essa razão, é preciso dispor de dados para que seja possível tomar decisões mais assertivas e que resultem em maior economia.

Invista em tecnologia para gestão de frotas

Aplicativos e serviços para coleta de dados são a melhor maneira de gerir frotas com eficiência. Em tempo real, é possível ter acesso a informações que facilitam a tomada de decisão e permitem uma melhor escolha do tipo de veículo e do motorista para cada uma das estradas. E mais: torna-se mais simples estimar custos de transporte. Entre as vantagens diretas, podemos citar as seguintes:

Gerenciamento de custos por km rodado

Saiba quanto seus veículos gastam por km rodado em cada uma das estradas brasileiras. A partir desse tipo de análise é possível descobrir quais são os veículos mais eficientes em cada trecho e estimar com maior precisão os custos com combustível.

Gerencie gastos de manutenção

Veículos mais expostos a estradas ruins podem requerer manutenção preventiva com intervalos de tempo menores. Em um sistema informatizado você recebe alertas de quando é o momento de fazer manutenção e pode incluir esse custo nas planilhas mensais com antecedência.

Otimize rotas

A otimização de rotas é outro ponto positivo que gestão informatizada de frotas proporciona. É possível que rotas mais longas, mas que passem por estradas mais bem conservadas, sejam mais econômicas do que percursos mais curtos por estradas ruins. Deixe a análise numérica mostrar quais alternativas são mais viáveis.

O impacto da redução dos custos da frota nos negócios

Como você pôde perceber, os custos de transporte são influenciados por múltiplos fatores. Nem sempre é possível fugir de estradas mal conservadas, mas é possível otimizar outros aspectos que possam resultar em viagens mais inteligentes e com um custo operacional menor.

Ter os números ao seu lado para tomar decisões torna tudo mais simples. Reduzir gastos com combustível, desgaste de pneus e manutenção é possível em muitos casos, desde que você tenha dados suficientes para tomar essas decisões. Com uma gestão mais eficiente, é possível reduzir custos de maneira significativa, o que significa mais competitividade e lucratividade para a sua transportadora.