Monitorar a vida útil dos pneus é uma tarefa diária para empresas de transporte e logística. Além de garantir o bom desempenho da frota, os pneus geram economia e asseguram a segurança dos condutores. Por esse motivo, conhecer a profundidade mínima dos sulcos dos pneus é essencial.

O que são os sulcos dos pneus?

Os sulcos dos pneus são pequenos canais esculpidos na banda de rodagem da peça – aquela que tem contato direto com a pista. Quando o dia está chuvoso, é esse canal que mantém a estabilidade do veículo na pista e garante a segurança durante o trajeto.

Profundidade ideal

Ao longo do tempo de uso do pneu, a borracha se desgasta e os sulcos vão ficando menos profundos. Com isso, o item tem dificuldade em fazer o escoamento correto da água, comprometendo a frenagem do automóvel em pista molhada, aumentando o risco de aquaplanagem. De acordo com a legislação brasileira, os sulcos dos pneus precisam ter, no mínimo, 1,6 mm de profundidade.

Como medir

A forma mais simples e comum de medir os sulcos dos pneus é realizar a leitura do pneu pelo indicador de desgaste. Ele consiste em um bloco de borracha de 1,6 mm de espessura embutido no fundo dos canais longitudinais.

Para encontrar a posição do indicador de desgaste na peça, deve-se procurar na lateral do pneu. Provavelmente você vai encontrar a sigla TWI (Tread Wear Indicator), logotipo da marca e um triângulo. No momento em que a altura dos sucos atingir as letras TWI, é necessário descartar ou fazer a recapagem do pneu.

Em peças que não contam com esse indicador, a profundidade pode ser medida com um palito de fósforo. Basta deitar o item sobre um dos sulcos e observar. Quando a cabeça do palito não estiver totalmente coberta é porque chegou o momento de fazer a troca.

Se tiver dúvidas, procure a ajuda de um profissional da área.

Qual a importância de medir os sulcos dos pneus?

Além de ser ilegal andar com pneus que tenham menos de 1,6 mm de profundidade, a medição deve ser feita para garantir a segurança do motorista, do veículo, da carga transportada e demais motoristas nas estradas. Especialistas indicam que o ideal é trabalhar com uma profundidade mínima de 3 mm.

Por exemplo, um carro popular andando por uma pista molhada a 80 km/h e com sulcos dos pneus em 3 mm, vai levar uma distância de até dois veículos até parar por com completo.

Com uma profundidade de 1,6 mm, essa distância chega a dobrar.

Por que devo registrar as medições?

Medir regularmente os sulcos dos pneus é essencial para garantir a segurança do condutor e da carga. Com os dados em mãos, o gestor de frota consegue prever qual é o tempo médio que o pneu leva para se desgastar.

Assim, fica muito mais simples planejar e programar os rodízios e recapagens.

Controle de Pneus do Frota G registra as informações pertinentes ao estado do item. Além disso, fornece relatórios e alertas para as manutenções periódicas dos pneus.

Já com o Controle de Combustível é possível administrar o custo por km rodado. Recebendo automaticamente as notas de abastecimento no sistema.

Para saber como as ferramentas podem contribuir com a sua empresa de transporte, clique aqui e agende uma demonstração de nosso sistema.