Pneus e combustível geralmente equivalem ao maior percentual de despesas entre as transportadoras. Realizar regularmente a calibragem nos pneus é uma das formas de aumentar a vida útil dos pneus. Além de reduzir riscos de acidentes de trânsito por falta de manutenções preventivas.

Um estudo feito pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em 2018 evidenciou que 61,8% dos trechos das rodovias brasileiras são regulares, ruins ou péssimas. As estradas possuem, de maneira geral, muitos defeitos na pavimentação e na própria geometria da pista — buracos, depressões e irregularidades.

Estas condições geram danos excessivos aos pneus, podendo até mesmo rasgar, furar ou perder a borracha que os envolve. Pneus desencapados na pista geram grande perigo, podendo causar diversos acidentes.

Mantê-los em bom estado gera um melhor desempenho, não afeta outras peças e consome menos combustível. Treinar os motoristas para controlarem acelerações e freadas é uma das formas de conter custos e evitar desgaste excessivo dos pneus. Dirigir de modo suave e respeitar os limites de velocidade são atitudes que ajudam a manter os pneus em bom estado.

Os processos internos atingem diretamente os consumidores finais, afinal uma parada na frota por incidentes inesperados atrasa prazos pré-estabelecidos.

Consequências ao não realizar a calibragem nos pneus

Em caso de frenagem a baixa calibragem impede que os sulcos do pneu exerçam sua função. Desta forma, os riscos de aquaplanagem são ainda maiores.

Quando a calibragem está acima do recomendado, a aderência com o solo é comprometida, assim como a segurança do motorista e da carga.

Pressão abaixo da recomendada reduz em até 70% a vida útil dos pneus. Além de perder a aderência, ter instabilidade e requerer mais esforço do motor. Os motoristas também sofrem com uma direção pesada e desconfortável, os deixando mais cansados e estressados no fim do período de trabalho.

O perigo do mesmo modo pode acontecer ao realizar uma curva na estrada, já que o veículo está mais propenso a perder a estabilidade. Em resumo, até o meio ambiente é prejudicado.

Afinal, uma baixa calibragem aumenta o consumo de combustível e emissões de CO2. O que à longo prazo pode desequilibrar as temperaturas do planeta.

Momento certo de calibrar os pneus

O recomendado é fazer a calibragem enquanto os pneus ainda estão frios, sem que haja pressão decorrente do ar circulante. O momento certo de calibrar e a pressão adequada para cada pneu, é apresentada pelos fabricantes no manual do proprietário de cada veículo, geralmente, há um selo com esta informação no próprio veículo. Quando se abre a porta é possível o achar na parte interna, próximo ao pilar de segurança.

É recomendado fazer a verificação da pressão de cada pneu semanalmente, principalmente antes de cada viagem. Os escapes devem ser verificados também, para que quando o motorista precisar eles estejam preparados para pegar a estrada. Para ter exatidão o uso do calibrador é sugerido, uma vez que o desempenho do martelo não é específico.

Controle de Pneus

Ter um controle de estoque organizado dentro de transportadoras é muitas vezes um desafio, considerando todas as demais atividades a serem feitas. Por isso, automatizar tarefas é a melhor forma de manter a organização das frotas e a qualidade dos serviços oferecidos.

Foi entendendo está demanda do mercado que o Frota G desenvolveu o Controle de Pneus, que possui a capacidade de reunir todas as informações referentes aos pneus. Desta forma, os gestores economizam tempo e podem focar em outras funções que requerem sua atenção.

É um sistema online que mostra a previsão de outros serviços a serem efetuados, como alinhamento, balanceamento e recapagens. O software gera em tempo real informações aprofundadas e detalhadas para o controle de pneus. Para exemplificar todos os dados o sistema gera gráficos dentro da plataforma – que conta também com dados de fácil compreensão.

Benefícios da aquisição do Controle de Pneus na sua empresa

  • Controle fiel de informações;
  • Facilidade de manipulação dos dados;
  • Integração com diversas outras plataformas a gestão;
  • Otimização de tempo;
  • Facilidade de acesso remoto seja de um smartphone, tablet ou computador;
  • Índices mais precisos;
  • Indicadores que ajudam a direcionar os gestores;
  • Controle onipresente: matriz, filial, almoxarifados e segmentação.

É essencial para o bom funcionamento das operações ter pneus em bom estado. Desta forma a vida útil do produto será prolongada, evitando trocas antes do prazo previsto.

Ao realizar a automatização é possível reduzir os custos com a parte operacional. Assim também com o consumo de combustível e manutenções corretivas, além de garantir a segurança dos motoristas e da carga a ser transportada.

O Controle de Pneus do Frota G é a solução perfeita para que os gestores tomem decisões precisas e assertivas em um período de tempo menor.

Entre em contato com um de nossos especialistas e solicite uma demonstração.

 Clique aqui para preencher um formulário de contato.